Avançam as obras da creche do José de Alencar; Simone quer mais uma creche na região do Planalto

Acaba de ser concluída mais uma etapa da obra da creche do bairro José de Alencar, em João Monlevade. A edificação agora conta com toda a estrutura do telhado pronta para receber a cobertura. A obra segue seu ritmo normal, segundo a Secretaria Municipal de Obras, já tendo sido concluídas as partes de alvenaria, tubulação, reboco, castelo e a estrutura da cobertura.

A Prefeitura de João Monlevade está construindo a creche do bairro José de Alencar, através de convênio do PAC, para atender até 400 crianças, sendo que a demanda hoje atinge pouco mais do que isso.

Conforme a Secretaria Municipal de Educação, atualmente, a rede municipal dá cobertura a mais de 600 crianças de 0 a 3 anos.

Segundo dados do Censo Escolar, em 2019, o atendimento na rede pública cresceu 5% em relação a 2018, mas a demanda também cresceu proporcionalmente.

A prefeita Simone Carvalho Moreira lembrou que consta em seu plano de governo ampliar e construir mais creches para não deixar as crianças de fora, e, para tanto, já incluiu na agenda da Secretaria de Obras a construção de mais uma creche na região do bairro Planalto.

Fonte: PMJM

Campanha de vacinação contra Influenza começa no próximo dia 10 em João Monlevade

Nessa quarta-feira, dia 3, a VISA (Vigilância em Saúde) realizou capacitação sobre a campanha de vacinação contra a Influenza 2019. Enfermeiras da VISA repassaram as informações técnicas sobre a campanha. O encontro reuniu dezenas de enfermeiros e técnicos de enfermagem no auditório da Prefeitura.

Conforme a VISA, a vacinação contra a Influenza vai começar no próximo dia 10, nas unidades de saúde de João Monlevade. O encerramento da campanha está previsto para o dia 31 de maio. Nas unidades de saúde Policlínica, Padre Hildebrando, Santo Hipólito e Novo Cruzeiro, a vacinação ocorrerá em todo esse período, normalmente. Nos demais postos, o atendimento será feito de 9h às 15h30, de acordo com o cronograma. No Centro Social Urbano (bairro Loanda), o atendimento será de segunda à sexta-feira; no Centro de Saúde Industrial, às segundas, quartas e sextas; no Centro de Saúde Nova Esperança, às segundas e quartas; e nas unidades do Laranjeiras e Monlevade Centro, às terças e quintas-feiras. O Dia D de mobilização será no sábado, 4 de maio, de 8h às 17h, em todos os postos de saúde, além de postos volantes.

Durante o período da campanha, ocorrerá também a atualização da caderneta de vacinação das crianças menores de 6 anos, conforme a situação vacinal encontrada e as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

O público-alvo da campanha de vacinação contra influenza são as pessoas com 60 anos ou mais, as crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores de escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Segundo a VISA, a meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

Fonte: PMJM

Tem início as obras de escoamento da MG 129 após reunião de Tito Torres e Allaim Gomes com o diretor do DER MG

Demanda antiga da comunidade do bairro Chapada, em Itabira, as obras de escoamento de água na pista da MG 129 foram iniciadas nesta segunda-feira (01/04). O Departamento de Estradas e Rodagens em Minas (DER/MG) atendeu as reivindicações apresentadas durante reunião entre o deputado Tito Torres, o vereador Allaim Gomes e o diretor-geral do DER MG, Fabrício Sampaio, realizada no último dia 27/3.

Constantemente, os moradores da região e os usuários da via, que liga Itabira ao trevo da BR-381, sofrem com alagamentos na estrada. Com os trabalhos iniciados nessa segunda-feira, a expectativa é que esse problema seja solucionado em 15 dias. “Por intermédio de Tito Torres conseguimos viabilizar esse encontro no DER e o diretor Fabrício se prontificou a priorizar a obra do escoamento da água e o nivelamento da pista no final da Reta do Bamba. Esse último é mais complexo e precisa de um projeto que já está sendo feito”, explica o vereador Allaim Gomes.

Além dessas, foram feitas outras reivindicações como a conclusão das obras no Trevo do Itabiruçu e reparos em todo o trecho até o trevo da BR-381.

Fonte: titotorres.com.br

Meio Ambiente propõe proteção da Mata Atlântica em Minas Gerais

Os primeiros termos de parceria do projeto para fortalecer os conselhos municipais de meio ambiente, por meio dos Planos de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica, em Minas Gerais, foram assinados, oficialmente, nesta terça-feira (26/3), durante audiência pública da Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O documento foi assinado pela representante da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Mariana Gianiaki, e os prefeitos de Teófilo Otoni, Daniel Batista Sucupira, e de Curral de Dentro, Sebastião Alves dos Santos.

Conforme dados do Ministério do Meio Ambiente, a área de ocorrência da Mata Atlântica no Brasil abriga mais de 145 milhões de pessoas, incluindo os maiores centros urbanos e econômicos do país, nos quais 80% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional é gerado. Originalmente com 1.309.736 km², a vegetação nativa remanescente ocupa hoje apenas 29% da área original e se encontra extremamente alterada e fragmentada.

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, destaca a importância do bioma e a necessidade de aumentar as ações concretas para sua proteção. “O histórico é triste, mas a tendência se inverteu no ano passado, com a redução de 58% no desmatamento, o que representa 3 mil hectares de área, o equivalente ao Parque Estadual da Serra do Rola-Moça”, afirmou.

O secretário observou que Minas Gerais vem reduzindo os índices de desmatamento, progressivamente, nos últimos anos e o resultado de 2018 foi o melhor em 32 anos. “Os fatores que permitiram a melhora são uma fiscalização mais inteligente, o emprego de novas tecnologias como drones, aplicação mais eficiente das multas, a elaboração dos planos anuais de fiscalização construídos, entre outros”, enumera.

Para ele, os municípios mineiros são a estrutura governamental mais próxima do cidadão. “Para formatar uma política ambiental sólida é necessário que o município tenha uma secretaria estruturada, juntamente com um conselho atuante”, avalia.

O diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Antônio Malard, observa que a maioria das cidades na área de abrangência do bioma Mata Atlântica são pequenos, com menos de 20 mil habitantes e que terão o apoio do instituto na elaboração dos seus planos. “A junção dos esforços com os municípios fortalecerá a iniciativa”, explica.

Plano piloto

Teófilo Otoni foi o primeiro município a aprovar o Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA), em consonância com Lei 11.428, de 2006.

O bioma, que é formado por florestas e ecossistemas associados, se estende ao longo de 17 estados da costa brasileira, pelas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. O plano de Curral de Dentro está em fase de conclusão e será submetido, em julho, ao Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente (Codema).

O plano piloto foi construído coletivamente por técnicos do Instituto Estadual de Florestas (IEF), da Prefeitura Municipal de Teófilo Otoni, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater), passando pela aprovação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental (Codema), em junho de 2016.

Nordeste

A analista ambiental do IEF que atua na região Nordeste de Minas Gerais, Janaina Mendonça, explica que o trabalho do instituto, no Nordeste do estado, já envolve 45 propriedades que estão em processo de recuperação florestal.

Ela apresentou algumas ações que estão sendo desenvolvidas pelo Governo de Minas Gerais na preservação da Mata Atlântica. A área possui importantes remanescentes florestais do bioma e é historicamente pressionada pelo uso e ocupação desordenada.

Nos últimos anos, municípios dessa região estiveram entre os que mais desmataram, segundo o “Atlas dos Municípios da Mata Atlântica”, divulgado anualmente pela Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Por outro lado, a região abriga muitos fragmentos do bioma maiores de 100 hectares e uma das maiores unidades de conservação de Minas, a Área de Proteção Ambiental Alto Mucuri, com cerca de 325 mil hectares.

Janaina Mendonça destaca que a Unidade Regional de Florestas e Biodiversidade (URFBio) do IEF desenvolve ações de reflorestamento que observam ainda a escassez hídrica, que é um problema da região. “Em 2017, todos os municípios do Norte e Nordeste mineiro decretaram emergência em função da falta de chuvas e a região também é muito vulnerável às mudanças climáticas”, explica.

O trabalho do IEF na região Nordeste envolve 45 propriedades em processo de recuperação florestal. A analista ambiental explica, ainda, que, na região, a construção dos PMMAs teve início em 2016 com apoio do IEF e do Projeto de Projeto de Proteção da Mata Atlântica em Minas Gerais (Promata) Fase II.

Com o lema “Mata Atlântica, a gema mais preciosa de Teófilo Otoni”, o Plano Municipal do município do Nordeste mineiro definiu em mapas as áreas prioritárias para conservação do bioma na cidade. O plano de ação inclui o mapeamento das cadeias produtivas, o resgate e o fortalecimento de festas tradicionais da cidade e a criação de um plano de saneamento básico para o município. “O PMMA foi aprovado em 2016 e, desde então temos buscado implementar as ações e divulgá-las para a sociedade”, diz Janaina.

Projeto

A Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU), estará nos 17 estados que abrangem o bioma da Mata Atlântica, levando conhecimento e mobilização para a implementação da Lei da Mata Atlântica nos municípios.

A consultora da Anamma, Mariana Gianiak, explica que o projeto “Fortalecendo os Conselhos Municipais de Meio Ambiente por meio dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica” tem dois componentes. O primeiro é de capacitação, com o oferecimento de um curso online e gratuito, que será realizado em parceria com o Ministério do Meio Ambiente. O segundo componente traz a Consulta Pública de Percepção Ambiental, uma ferramenta incorporada ao processo do PMMA por meio de uma parceria da SOS Mata Atlântica e do Instituto Paulo Montenegro.

O projeto oferece apoio às prefeituras para elaboração do PMMA, com um curso online gratuito, e deverá acompanhar aproximadamente 15 municípios para que sejam disseminadores da inciativa em seus estados.

Serão promovidos 17 encontros nas Assembleias Legislativas de cada estado, com apoio das Frentes Parlamentares Ambientalistas, para o lançamento do Projeto e a integração dos poderes Executivo e Legislativo, Ministério Público, ONGs e parceiros.

As informações sobre o projeto da Anamma estão disponíveis no endereço eletrônico www.pnma.etc.br.

Fonte: Agência Minas

Campanha de Vacinação contra Influenza é antecipada

Em Minas Gerais, vacinação começa no dia 10 de abril e se estende até 31 de maio

O Ministério da Saúde antecipou o início da 21ª Campanha Nacional de Vacinação em todo o Brasil.  Em Minas Gerais, a campanha será realizada no período de 10 de abril a 31 de maio próximos, tendo como o dia D, de Mobilização Nacional, a data de 4 de maio.

Neste ano, a grande novidade é a ampliação da vacina para as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias). Também fazem parte do público elegível para vacinação, adultos com 60 anos ou mais de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A antecipação do início da campanha foi possível após articulação do Ministério da Saúde com o Instituto Butantan, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A meta nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde é vacinar 90% da população dos grupos prioritários. Somente em Minas Gerais, há a estimativa de vacinar 6.018.977 pessoas. Neste ano, a estratégia será realizada considerando momentos específicos para mobilizar os grupos da população para a vacinação. São eles:

No período de 10/4 a 19/4: vacinação contra influenza de crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes. Também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação conforme a situação vacinal encontrada e as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

No período de 22/4 a 31/5: vacinação de todos os grupos prioritários em todo o país. Também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação de crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes, conforme a situação vacinal encontrada e as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

Fonte: Agência Minas

Problema na entrada da estrada do Forninho será assunto de reunião entre Prefeitura e ArcelorMittal nessa quinta-feira

Representantes da Prefeitura de João Monlevade e ArcelorMittal vão se reunir amanhã, quinta-feira, 28, para tratarem dos reparos na entrada da Estrada do Forninho. A reunião vai ocorrer às 9h, na sede da empresa.

Conforme o chefe do SETTRAN (Setor de Trânsito e Transportes), Brenno Lima, “a situação da rodovia no entroncamento com as avenidas Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga requer medidas urgentes e a parceria com a ArcelorMittal é necessária, pois os buracos são ocasionados por excesso de carretas e máquinas que passam pelo local”.

Brenno Lima informou que, nessa terça e quarta-feira, o trecho da rodovia passou por intervenções. “Colocamos escórias para serem compactadas. Até o final dessa semana, iremos aplicar o asfalto, concluindo a operação tapa-buracos”, disse o chefe do SETTRAN.

Na manhã dessa quarta-feira, 27, foram feitas a varrição e a lavagem da Avenida Wilson Alvarenga, próximo à entrada da Estrada do Forninho.

Fonte: PMJM

Viveiro de Mudas de João Monlevade passa por total revitalização

Por determinação da prefeita Simone Carvalho, uma série de reformas estão sendo feitas no Viveiro Municipal, no bairro Laranjeiras. Além dos serviços de limpeza, capina e podas, outras melhorias também serão incluídas no local.

A velha casa, que abrigava o escritório, está sendo reformada para dar lugar a uma sede bem estruturada com gabinete, cozinha, banheiros, sala de ferramentas, sala de atendimento e área coberta para reuniões e encontros. Ainda neste ambiente, será feita uma pracinha de convivência, em baixo da copa de uma das maiores árvores que existem no local, com a colocação de bancos e mesas, feitos com troncos extraídos das podas de algumas árvores. Em local próximo, será colocada uma torre de captação de sinal de satélite para atender, futuramente, uma parceria com a UFOP, que utilizará um espaço para fazer estudos de monitoramento de solo e pesquisas. Na parte baixa do terreno, duas nascentes e um espelho d’água foram revitalizados e as redes de água e esgoto foram revisadas e passaram por limpeza e reformas. E, ao longo de todo o viveiro, vários espaços estão sendo preparados, paisagisticamente, para compor um ambiente receptivo e agradável para visitação.

Segundo Simone, o local é muito bonito e não pode ficar abandonado. “Vamos transformar o viveiro numa área ambiental monitorada, que vai atender a comunidade do Laranjeiras e de toda a cidade, com palestras, encontros, atividades de lazer e laboratório de estudos acadêmicos. Com pouco, podemos fazer muito”, finalizou a prefeita.

As obras estão sendo feitas com recursos próprios e deve ser entregue à comunidade por ocasião das festividades do aniversário de João Monlevade, em abril.

Fonte: PMJM

Prefeitura de João Monlevade abre 37 vagas para agentes de saúde

A Prefeitura de João Monlevade, por meio da Secretaria de Saúde, pretende otimizar o Serviço de Estratégia de Saúde da Família (ESF), abrindo vagas para contratar profissionais para completar as equipes já existentes e implantar mais uma equipe. Para tanto, publicou edital de Processo Seletivo abrindo inscrições para o provimento de 37 vagas de Agente Comunitário de Saúde, para atuar na rede municipal.

Os candidatos poderão se inscrever, gratuitamente, no período de 01/04 a 30/04, na sede do Bem Viver, à rua Nova York, 428, Novo Cruzeiro, no horário de 8h às 10h30 e 13h às 16h, de segunda a sexta-feira, levando os seguintes documentos:

. CPF; documento oficial de identidade; cópia autenticada ou cópia simples acompanhada do documento comprovante de residência (contas de água ou energia elétrica, atualizados) ou declaração de residência com firma reconhecida em cartório; cópia autenticada ou cópia simples acompanhada do documento original do Diploma de Conclusão de Curso de ensino Médio ou Declaração de Conclusão de curso, acompanhada do Histórico Escolar; cópia autenticada ou cópia simples acompanhada do documento original do Diploma de Conclusão de Curso Técnico na área da Saúde ou Declaração de Conclusão de curso, acompanhada do Histórico Escolar, se for o caso; cópia autenticada ou cópia simples acompanhada do documento original do Diploma de Conclusão de Curso de Graduação Superior na área da Saúde reconhecido pelo MEC, ou declaração de Conclusão de curso, acompanhada do Histórico Escolar, se for o caso.

O processo seletivo se dará em 04 (quatro) etapas: 1º – Inscrição (caráter eliminatório); 2º – Prova Objetiva (caráter classificatório e eliminatório); 3º – Contagem de Títulos (caráter classificatório) e 4º – Confirmação de endereço (caráter eliminatório).

De acordo com o Edital, a remuneração será de R$ 1.250,00 (hum mil e duzentos e cinquenta reais) para uma carga horária semanal de 40 (quarenta) horas, a serem cumpridas nas Equipes da Estratégia de Saúde da Família, sendo o horário de trabalho de 07h às 17h, com duas horas de almoço (11h às 13h).

Os requisitos para inscrição, datas de provas e outras informações importantes poderão ser conferidas no Edital Completo, no site da Prefeitura (www.pmjm.mg.gov.br).

Fonte: PMJM

Governador garante licenças-maternidade iguais para mães adotivas e biológicas

A partir de agora, toda servidora do Estado de Minas Gerais que adotar uma criança terá os mesmos direitos legais de uma gestante. O parecer jurídico da Advocacia-Geral do Estado (AGE/CJ), foi aprovado pelo governador Romeu Zema e publicado no Diário Oficial, no dia 14 de março último.

Segundo a procuradora da AGE Ana Paula Mugler, o governador, Romeu Zema, teve a sensibilidade de dar o mesmo tratamento e isonomia para servidoras que são mães adotivas, que, até então, não podiam ficar com seus filhos pelo mesmo tempo que uma gestante. A decisão vale também para as servidoras que conseguirem a guarda judicial para fins de adoção.

Até a aprovação feita pelo governador, as funcionárias públicas, mães adotivas, tinham direito a licença-maternidade diferenciada, de acordo com a idade da criança adotada.

Se o bebê tivesse até um ano, a mãe adotiva teria direito aos 120 dias em casa para cuidar do bebê. Se a criança adotada tivesse de 1 a 4 anos, esse tempo era reduzido para 60 dias e, se a idade fosse entre 4 e 8 anos, a servidora teria apens 30 dias de licença maternidade. A partir de agora, todas terão direito a 120 dias de licença-maternidade, podendo esse prazo ser prorrogado por até, no máximo, outros 60 dias, após a adoção, independentemente da idade da criança adotada.

A decisão, segundo a procuradora Ana Paula Mugler, vale para todas as servidoras públicas que atuam na administração direta, em autarquias ou fundações. Na opinião da procuradora, além de demonstrar sensibilidade pela questão das servidoras mães adotivas, a decisão do governador pode também estimular a prática de adoção.

Fonte: Agência Minas

Simone anuncia doação de mais um terreno e um veículo para o Sevor

A prefeita de João Monlevade, Simone Carvalho Moreira, anunciou, na última sexta-feira, dia 22, a cessão de uso de mais um terreno e a doação de mais um veículo para o Sevor (Serviço Voluntário de Resgate). O anúncio foi feito durante a inauguração da sede da entidade.

Conforme a prefeita, o projeto de lei de direito real de uso de novo terreno, ao lado da nova sede da entidade, já está em tramitação da câmara, tendo sido votado e aprovado em 1º turno. Esse local será utilizado pela entidade para a construção de um centro de treinamento. Ao todo, com a área inaugurada, as duas concessões totalizam 843,57m², localizadas em um ponto estratégico para as operações de resgate, na Avenida Alberto Lima, no bairro Sion.

Simone Moreira também afirmou que, até o mês de abril, vai entregar um veículo novo para o Sevor. Essa doação está sendo intermediada pelo deputado estadual Tito Torres.

Em seu pronunciamento, a prefeita destacou os mais de 23 mil atendimentos feitos pelo Sevor, em 18 anos de existência, e a dedicação dos voluntários. “Parabenizo e agradeço ao Sevor pelo trabalho realizado. Reafirmamos o nosso compromisso para com essa entidade, que tem a nobre missão de aliviar sofrimentos e salvar vidas”, afirmou Simone.

Além da cessão de uso dos terrenos, o município oferece aos Sevor 600 litros de combustível por mês, medicamentos disponíveis na rede pública e a cessão de uma ambulância.

Fonte: PMJM